Foursquare


 

Saiba como usar o Foursquare em seu negócio.

 

Foursquare-Logo1

Primeiro as redes sociais perguntaram para o usuário: “Quem você conhece?” (Orkut). Depois perguntaram “O que está acontecendo?” (Twitter) e agora elas querem saber onde a pessoa está. Assim é o Foursquare, uma plataforma de microblog (como o Twitter) móvel que permite a pessoa indicar onde está e procurar por contatos e estabelecimentos que estejam próximos a ela. Desenvolvido especialmente para smartphones que utilizam a tecnologia 3G ou localização por GPS, a rede social está presente no Brasil desde janeiro de 2010. O site alcançou a marca de 3 milhões de usuários no mundo e a cada dez dias mais 180 mil pessoas se unem a esse número.

Ao chegar em uma loja, por exemplo, o usuário conecta ao Foursquare e faz o check-in (termo usado na rede social para “marcar” onde a pessoa está no momento), compartilhando com as pessoas sua localização. Através do check-in, é possível ver quem da sua rede de amigos está por perto e escrever avaliações do estabelecimento através de uma área chamada “Tips” que armazena essas resenhas criando uma reputação do lugar. Quanto mais uma pessoa fizer check-in em um determinado lugar, mais chance ela tem de se tornar o “mayor” (prefeito) do lugar em questão, além de colecionar “badget” (medalhas) quando descobrir um lugar novo. O título de mayor é rotativo, ou seja, detém quem mais visitar o local.

Usando essa sistemática, o Foursquare rapidamente se tornou um aliado a mais na hora de divulgar seu negócio. Diversos comércios implantaram o Foursquare em suas estratégias de comunicação com o objetivo de obter maior visibilidade e popularidade entre as pessoas. Essa ação pode ser chamada de Fidelidade 2.0, ou seja, aquela que utiliza as redes sociais como forma de manter e atrair clientes.

E como fazer isso? Primeiro certifique-se que seu estabelecimento não está registrado na plataforma. Muitos locais nem sabem, mas já estão sendo falados na rede. Isso acontece porque os próprios usuários podem registrar um local (nome, endereço, categoria). Caso contrário, registre o estabelecimento.

Feito o registro é hora de incentivar seus clientes a fazer check-in. Isso pode ser feito através de divulgações em outras redes sociais ou pelo boca-a-boca. Uma maneira de potencializar essa viralização é oferecer aos três primeiros clientes do dia que mostrarem o check-in a um funcionário um desconto ou produto gratuito.

Apesar de recente no Brasil, diversas empresas já promovem ações interessantes usando a plataforma. Uma franquia do Fran’s Café em Fortaleza faz diversas promoções com o check-in e aproveita para divulgar tais promoções no Twitter. Além disso, a loja reúne usuários do Twitter e Facebook para “encontros tecnológicos”.

O programa de fidelidade 2.0 está presente também em 3 lojas de São Paulo e Rio de Janeiro da rede de Spoleto. Toda a sexta-feira o mayor daquela loja vai até o caixa e faz o checkin para mostrar que continua fiel ao lugar. De presente ele recebe um prato de massa tradicional (conheça mais sobre essa campanha clicando aqui).

É uma maneira fácil, prática e de baixo investimento que atinge um público que consome tecnologia por todos os lados. Uma vez atingindo essas pessoas (que acabam sendo formadores de opinião), seu negócio será lembrado e repassado para um público mais extenso.

Confira centenas de soluções gratuitas da Microsoft para pequenas empresas no portal Grátis e Melhor.

 

Polegar para cimaSmiley piscando

Sobre Julio Vaz

I'm a results-driven IT professional on consulting for integration projects with extensive experience in the engineering, administration and support. Direct experience with customer relationships, complex problem troubleshooting, implementation, optimization, technology advisor and training deliveries. Always interested in professional growth as well as high-quality service delivery. Specialties: Office 365. Windows Intune. Windows Azure. Microsoft Windows Server and Active Directory Microsoft Exchange Server 2000/2003/2007/2010, 2013 Windows Virtualization: Hyper-V Windows server 2008, 2008 R2, 2012, 2012 R2. Microsoft Isa Server 2000, Isa Server 2004, Isa Server 2006. Microsoft Forefront TMG 2010. Microsoft Project Server 2007/2010, 2013 Microsoft SharePoint 2007/2010, 2013 Documentation of the computing environment and services. Elaboration of technical procedures. Elaboration of proposals and projects. Management and training of support staff. Implementation and maintenance of security and backup policies. Implementation, administration and migration from Microsoft . Windows NT, Windows 2000 Server, Windows Server 2003 R2, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 R2 Implementation and migration from Microsoft Office Communications Server 2007 Implementation and migration from Microsoft Lync Server 2010, 2013. Implementation and migration from Microsoft Exchange Server 2000, 2003 and 2007, 2010, 2013. Implementation and migration from Microsoft Isa Server 2000, 2004 and 2006, Forefront TMG Implementation Microsoft System Center 2012 R2 - SCCM, SCOM, DPM. Migration of servers and domains
Esse post foi publicado em Noticias sobre TI. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s