Office 365 Service Trust Portal (STP)


Auditoria relatório de avaliação do Office 365 ISO 27001 e ISO 27018

 

A regulamentação e conformidade empresarial é um cenário de risco que está em constante evolução. Na Microsoft, nós apreciamos a necessidade de nossos clientes para entender a arquitetura do Office 365 e conformidade com os regulamentos para ajudá-los a avaliar a mudar para o Office 365. A Microsoft sabe também que você precisa entender como manter seus dados seguros sobre o serviço em uma base contínua.

Para ajudar com as necessidades de avaliação a Microsoft está anunciando Office 365 Service Trust Portal (STP). STP é uma característica de serviço no Office 365 projetado para fornecer a mais profunda informação sobre como a Microsoft gerencia a segurança, conformidade e privacidade.

O Insights deste portal é ajudá-lo a avaliar a forma como o Office 365 mantém a conformidade com os requisitos regulamentares e de como você pode reduzir os riscos com a migração para o Office 365.

Através da STP você pode obter acesso a uma grande variedade de relatórios de conformidade e recursos de confiança, incluindo:

  • Office 365 SOC 1 / SSAE 16 / ISAE 3402 Relatórios de Auditoria Independentes
  • Office 365 SOC 2 / AT 101 Relatório de Auditoria Independente
  • Office 365 ISO 27001 (27018 incluindo controles) Relatório de Auditoria Independente
  • Vários relatórios de conformidade, como o Office 365 Sistema de Gestão de Segurança da Informação (SGSI)
  • Vários GRC e Confiança de recursos, tais como white papers, FAQs, avaliação de segurança, avaliação de risco e outros relatórios que ajudarão você a realizar sua própria avaliação de risco

Para acessar STP, o administrador do Office 365 deve efetuar login no Office 365 Service Trust Portal (STP).



Ao iniciar a seção o administrador do Office 365 pode fornecer acesso STP a quaisquer outros usuários em sua organização, permitindo que você acesse diretamente STP quando você autenticar usando as credenciais do Office 365. 






Obs: Se você estiver avaliando o Office 365, você também pode usar suas credenciais de avaliação do Office 365 para acessar STP. 

Mais informações sobre esta e outras novidade, visite https://blogs.office.com/type/updates/

Anúncios
Publicado em Office 365 | Deixe um comentário

Agendar reuniões com FindTime


Olá Amigos

 

Agendar reuniões rápidas com pessoas de fora de sua empresa com o App FindTime para Microsoft Outlook 2013, 2016 e Outlook Web é muito simples, rápido e eficiente.

 


 

O tempo não está sempre do seu lado, especialmente quando se trata de agendamento de reuniões.

 

É aí que FindTime, vem para ajudar você a coordenar encontros com pessoas de fora da sua empresa. Se você tiver uma assinatura do Office 365 você pode instalar o add-in e enviar FindTime, você só precisa de um endereço de e-mail no Office 365.

 

É especialmente útil para alcançar as pessoas cujos calendários não são acessíveis, e tira proveito de uma ferramenta de comunicação como o Microsoft Outlook 2013 e 2016 que muitas pessoas já utilizam diariamente.

 

Para iniciar é muito simples, basta acessar o link https://findtime.microsoft.com/

Clicar em Install


Confirmar clicando em OK para aceitar a instalação do App FindTime


 

Nesta tela você deve informar sua conta no Office 365.


 


 


 

Escolher onde será instalado o App FindTime.

 

Microsoft Outlook 2013 ?

Microsoft Outlook 2016 ?

Outlook on the Web ?


 

No exemplo abaixo foi instalado no Microsoft Outlook 2016

 

Para agendar uma reunião, basta selecionar o usuário que e clicar em Reply with Meeting Pool



 

 

 


 


 

 

O destinatário recebe um e-mail de convite para a reunião que os leva para página de votação do FindTime onde podem escolher as melhores opções de dia e hora. Eles podem atribuir uma preferência por veze, ou escolher sim ou não. Ou, eles podem enviar horários alternativos e datas.

 


 


 


 


 


 


 

 

Mais informações na fonte oficial Microsoft: http://blogs.microsoft.com/firehose/2015/12/03/schedule-meetings-faster-with-people-outside-your-company-with-findtime-app-from-the-microsoft-garage/

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

OneDrive for Business com novas ferramentas de gestão


 

A Microsoft vai disponibilizar novas atualizações para OneDrive for Business para maior controle por parte da equipe de TI e melhorias na sincronização para os usuários finais.

 

Vou relacionar algumas novas atualizações que já estão disponível e foram liberadas para os usuários no dia 16/07/2015 e novas atualizações que ainda estão em testes finais e podem ser encontradas em Office 365 Roadmap.



 

Atualizações que já estão disponíveis

 

01- Limitação de sincronização de arquivos para o domínio juntou PCs

Onedrive for Business permite aos usuários sincronizar seus arquivos para uso em modo offline através de seus PCs ou Macs.

Atendendo a um dos pedidos mais comuns de administradores de TI que era poder ter a capacidade de bloquear a sincronização em PCs não gerenciados.

Agora os administradores de TI podem ativar a sincronização de arquivos para trabalhar apenas em PCs associados a um domínio podendo ainda especificar qual dos seus domínios você deseja permitir para sincronizar, bloqueando assim sincronização de arquivos em PCs pertencentes ou não no domínio.

Importante: Observe que usar esta configuração você irá desativar a sincronização de arquivos em todos os Macs pois eles não podem ser associados a um domínio.

Este novo controle usa PowerShell para limitar os arquivos de sincronização para uma lista de domínios autorizados e se a sua organização usa vários domínios, você pode selecionar os domínios individualmente a partir do qual você permitir que possam ser sincronizados.

 

O cmdlet PowerShell e sintaxe para você ativar esta nova função:

Set-SPOTenantSyncClientRestriction  -Enable -DomainGuids “786548DD-877B-4760-A749-6B1EFBC1190A; 877564FF-877B-4760-A749-6B1EFBC1190A”

 

02- Auditoria de todas as ações tomadas contra.

Novos controles de no Office 365 permitem que você auditar todas as ações tomadas nos arquivos armazenados no onedrive for Business.

Os administradores de TI podem monitorar atividades em PCs ou Macs que tentaram sincronizar no onedrive ou que compartilharam ou acessaram e arquivos compartilhados.

Os relatórios de actividades no Office 365 permitem que o administrador de TI investigar as atividades de um usuário, arquivos ou outros recursos através do SharePoint Online, Drive for Business, Exchange Online e Azure Active Directory e depois baixar os relatorios para um arquivo CSV. Você tambem pode filtrar os relatorios por intervalo de data, usuário, arquivo, pastas e tipo de atividades.

Obs: Esse recurso é muito útil para fins de relatórios de conformidade.

Uma outra maneira de pesquisar registros de atividade é usando o PowerShell com o cmdlet Search-UnifiedAuditLog que permite ao administrador de TI executar as consultas com escopo no log de auditoria de armazenamento por data, tipo de registro, funcionamento e extensão de arquivos. Este cmdlet também permite exportar os logs para um arquivo CSV. Por exemplo, você pode executar o seguinte cmdlet para procurar registros de atividade do usuário para todos os eventos a partir de 1 de maio de 2015 a 26 de junho de 2015:

Search-UnifiedAuditLog -StartDate May 1, 2015 -EndDate June 26, 2015

 

03- Gerenciamento de dispositivos móveis conectados.

À medida que mais usuarios migrem para OneDrive for Business para armazenar e acessar seus arquivos, e-mail baseado em gerenciamento de dispositivos móveis (MDM) as políticas aplicadas podem não ser suficiente para proteger os dados. Agora, usando (MDM) que esta presente dentro do Office 365, você pode garantir que os dispositivos se conectam ao seu OneDrive for Business de maneira segura e principalmente gerenciados. Depois que você configurar e aplicar as políticas no (MDM) os dispositivos terão que se inscrever no (MDM) no Office 365 quando tentarem se conectar seus dados usando OneDrive for Business ou aplicativo do Office Mobile.

Obs: Com isso os administradores de TI garantem que o dispositivo satisfaça as exigências de segurança, impõem um PIN log-in e outras configurações escolhidas no dispositivo.

 

04- Definir cotas de armazenamento.

Sabemos que a perspectiva de termos 1 TB de dados na nuvem é extremamente atraente para muitos usuarios, várias organizações solicitaram a capacidade de definir limites de cotas menores. Poderia ser para limitar a quantidade de dados armazenados, por razões de protecção de informações, ou simplesmente para garantir que o que as pessoas possam sincrinuzar seus arquinos que estão no OneDrive for Business com seus PCs HDs locais.

Pelo PowerShell podemos determinar a cota de armazenamento:

 

1

 

2

-Set-SPOSite –Identity https://yourdomain-my.sharepoint.com/personal/username_yourdomain_com 

 
 

 -StorageQuota 512000 

 

05- Prevenir compartilhamento não intencional de “Todos” ou “Todos os usuários”.

Onedrive for Business foi projetado para garantir que somente aqueles com permissões de visualização ou edição possam ver ou editar um arquivo. Muitas organizações querem partilhar com as pessoas para ser uma ação muito específica, direcionada e segura. As empresas querem que seus usuários possam determinar quais pessoas específicas necessitam ou podem compartilhar um arquivo. No OneDrive for Business a uma pasta “compartilhado com todos”, isso significa que o arquivo colocado nesta pasta automaticamente concede permissões aos usuários e são publicamente detectáveis através Delve.

A minha opinião e acredito que a de milhares de clientes que deram um feedbacks para a Microsoft é que a pasta “compartilhado com todos” foi uma maneira por demais simples para evitar que as pessoas devem receber acesso a um arquivo.

Com base nesses feedbacks, para todos os novos inquilinos e usuários, a pasta “partilhada com todos” não será mais criada por padrão; no entanto, os administradores de TI têm a capacidade de substituir essa configuração.

 

Se isso é algo que você estava esperando para proteger as informações, você também vai ficar feliz em saber que existem controles para remover “Todos”, “Todos os usuários” e “Todos, exceto usuários externos” a partir do selecionador de pessoas em OneDrive for Business e SharePoint Online.

Para isso você pode usar o PowerShell para desativar essas entradas do selecionador de pessoa.

Set 

SPOTenant  

ShowEveryoneClaim $false 

Set 

SPOTenant  

ShowEveryoneExceptExternalUsersClaim $false

Set 

SPOTenant  

ShowAllUsersClaim $false 

Set 

SPOTenant  

ShowAllUsersClaim $false 

 

 

Futuras e novas funcionalidades no OneDrive for Business que estão por vir.

Fonte

A primeira grande mudança é um cliente de sincronização, já disponível como beta, somente para convidados, que inclui muitas funcionalidades desejadas pelos usuários, como maior confiabilidade, fundamental para usuários que querem ter certeza de que seus arquivos aparecem em todos os dispositivos que possuem, e sincronização seletiva, de modo que os usuários possam optar por só baixar alguns arquivos armazenados na nuvem para seus dispositivos, em vez de ter que baixar tudo.

Os gerentes de TI também passarão a contar com mais ferramentas para gerenciar o compartilhamento de arquivos de suas organizações. Eles serão capazes de limitar os domínios externos com os quais os usuários serão capazes de compartilhar arquivos, e até, em uma próxima atualização, auditar convites de compartilhamentos externos para garantir que os usuários não enviem dados confidenciais da empresa para as pessoas que não deveriam ter acesso a eles.


Usuários que compartilham arquivos através de links podem definir requisitos para acesso, permitindo que alguns arquivos sejam editados, outros apenas visualizados. Ou definir uma data de expiração para o link.

Já no que diz respeito às plataforma móveis, a Microsoft também atualizou os apps do Onedrive for Business para iOS e Android, incluindo novas capacidades. O aplicativo Android recebeu apoio para uso de arquivos disponíveis offline. Usuários podem acessar informações da chave sem ter uma conexão com a Internet.

E usuários iOS passam a contar com um novo menu de compartilhamento e a capacidade de anotação em arquivos PDF. 


Os usuários também verão uma interface Web simplificada para o serviço de armazenamento, graças às mudanças que a Microsoft disponibilizou primeiro para usuários do Onedrive voltado para o público de consumo.

 

Importante: Todas estas e outras informações podem e devem ser obtidas no siteOffice365 RouadMap“.

 

 


 

Publicado em Office 365 | Deixe um comentário

Error: Unsupported version of Microsoft Exchange when you use Outlook 2016 to connect an Exchange 2007 account


Issue: After upgrading to Outlook 2016 for Windows, you get the following error message:

 

“The resource that you are trying to use is located on an unsupported version of Microsoft Exchange. Contact your e-mail administrator for assistance.”

 

Error message

 

Then, when you open Outlook, you get another error message telling you Outlook can’t open your data files.

Here’s why this is happening: These errors occur because Outlook 2016 for Windows doesn’t support Exchange Server 2007 and earlier.

Solution: To use Outlook with the Exchange 2007 enabled mail account, you can:

##Uninstall Outlook 2016 and then reinstall Outlook 2013 on your PC, if you upgraded to Office 2016 from Office 365 Home, Personal or University.

##Uninstall Office 2016 and reinstall Office 2013 Home and Business, Office 2013 Professional, or Outlook 2016 for Windows standalone if you previously had one of these earlier versions of Office on your PC.

 

For more information, see How do I reinstall Office 2013 after an Office 2016 upgrade?

You can also contact your Internet Service Provider (ISP) or company email server administrator about your email account to ask them if they plan to upgrade their Exchange Server to a newer version. If so, and after the Exchange upgrade, you can reinstall Outlook 2016 for Windows.

Tip If you have multiple Outlook email accounts, and one of the accounts (that isn’t your primary account) is connected to an older Exchange server, you may want to remove it from Outlook to avoid these errors and use it with another email program, such as Windows Mail.

 

Fonte:
https://support.office.com/en-us/article/Error-Unsupported-version-of-Microsoft-Exchange-when-you-use-Outlook-2016-to-connect-an-Exchange-2007-account-2ab9e8ef-4cd9-4041-9426-73e8f6c5aacc?ui=en-US&rs=en-US&ad=US

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Descriptografar Arquivos contaminados pelo Vírus CyptoWall


Olá Amigos

Como já é de conhecimentos de todos o vírus Vírus CyptoWall está se alastrando e fazendo um belo estrago nas empresas ou computadores pessoais.

O vírus CryptoWall é um aplicativo estelionatário que afeta usuários do Windows. Ele funciona do mesmo modo que o CryptoDefence virus. Depois de ingressar no sistema ele codifica com uma senha todos os seus arquivos e não permite que você os acesse mais.


Uma boa notícia é que a empresa de segurança KasperSky em parceria com a Unidade Nacional de Crime de Alta Tecnologia, desenvolveram uma ferramenta que pode descriptografar seus dados que foram criptografados pelo Vírus CyptoWall evitando que você tenha que pagar qualquer resgate.

Link oficial para download: https://noransom.kaspersky.com/




Após ter concluído o download do arquivo, clicar em CoinVaultDecryptor.exe para iniciar a primeira de Scan

Clicar em Start scan


Agora ele vai pedir onde estão os arquivos a serem Descriptogrados.


Podendo personalizar a forma de Scan



Acompanhar o log em tempo real.

.

.

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Instalando TFS 2013 Update 5 no Windows Server 2012 R2


 

Requisitos do sistema para o Team Foundation Server 2013

 

Guia de Instalação do Team Foundation Server

 

Software necessário


O TFS requer um sistema operacional compatível e o SQL Server. As tabelas a seguir garantem a compatibilidade com o TFS 2013 e versões anteriores do TFS para ajudar a planejar suas atualizações. Para dividir as dependências principais e secundárias do TFS, incluindo a compatibilidade com o cliente e as opções de suporte, confira o white paper Compatibilidade e dependências do TFS 2013. Para saber mais sobre os requisitos de atualização do TFS, veja Requisitos de atualização do TFS.

Sistemas operacionais compatíveis


Sistema operacional de servidor

TFS 2013

TFS 2012

TFS 2010

Windows Server 2012 R2 (Essentials, Standard e Datacenter) de 64 bits

Windows Server 2012 de 64 bits

Windows Server 2008 R2 (Standard, Enterprise e Datacenter)¹ de 64 bits

(mínimo: SP1)

Windows Server 2008

(mínimo: SP2)

Windows Server 2003 R2

Windows Server 2003

(mínimo: SP2)

Windows Small Business Server 2011 (Standard, Essentials e Premium Add-On)¹

(mínimo: SP1)

Windows Home Server 2011

¹ Se você está instalando o Team Foundation Server ou SQL Server no Windows Server 2008 R2, o .NET Framework 3.5 deve estar instalado. No Windows Server 2008 R2, você pode instalar o .NET Framework 3.5 usando o assistente Adicionar recursos do Gerenciador de servidores.

O Team Foundation Server não é compatível com a opção de instalação Server Core.

Sistema operacional de cliente

TFS 2013

TFS 2012

TFS 2010

Windows 8.1 (Basic, Professional e Enterprise)

Windows 8

Windows 7 (Home Premium, Professional, Enterprise e Ultimate)

(mínimo: SP1)

Windows Vista

(mínimo: SP2)

Você pode instalar o Team Foundation Server em um computador cliente que tenha um dos sistemas operacionais da tabela. No entanto, os sistemas operacionais cliente não são compatíveis com a integração com produtos SharePoint, geração de relatório ou capacidade de executar proxy TFS. Isso significa que não há site para trocar documentos do Office e colaborar, não há relatórios HTML para seus projetos de software e não há funcionalidade para controlar a versão dos arquivos do proxy. Se quiser usar algum desses serviços, instale o Team Foundation Server em um sistema operacional de servidor.

O assistente de instalação padrão do TFS não é compatível com os sistemas operacionais porque configura o SharePoint.

Produtos compatíveis do SQL Server


SQL Server

TFS 2013

TFS 2012

TFS 2010

SQL Server 2014¹ (Express, Standard e Enterprise)

SQL Server 2012

(mínimo: SP1²)

SQL Server 2008 R2

SQL Server 2008

¹ TFS 2013 com atualização 2 (TFS 2013.2) acrescenta suporte ao SQL Server 2014.

² Recomendavel é que você instale CU2 ou superior além do SQL Server 2012 SP1.

Requisitos opcionais do software


SharePoint

TFS 2013

TFS 2012

TFS 2010

SharePoint 2013 (Foundation, Standard e Enterprise)

SharePoint 2010 (Foundation, Standard e Enterprise)

Office SharePoint Server 2007 (Standard e Enterprise)

Windows SharePoint Services 3.0¹

¹ O Windows SharePoint Services equivale à edição Foundation dos produtos SharePoint atuais. Em 2010, a Microsoft começou a mudar a convenção de nomenclatura dos produtos.

Para saber mais sobre os requisitos do SharePoint para TFS, confira Requisitos de Produtos do SharePoint para o Team Foundation Server.

Project Server

TFS 2013

TFS 2012

TFS 2010

Project Server 2013

Project Server 2010

(mínimo: SP1)

(mínimo: SP1)

Project Server 2007

(mínimo: SP2)

(mínimo: SP2)

Recomendações de hardware


A tabela a seguir inclui diretrizes de hardware para as equipes que instalam o Team Foundation Server sem produtos SharePoint. Pequenas empresas podem usar a configuração básica do Team Foundation Server, que requer apenas 1 GB de RAM e 8 GB de espaço livre em disco.

Quantidade de usuários

Configuração

CPU

Memória

Disco rígido

Menos de 250 usuários

Um único servidor (Team Foundation Server e mecanismo de banco de dados no mesmo servidor).

Processador com um único núcleo de 2,13 GHz

2 GB

Um disco de 7.200 rpm (125 GB)

De 250 a 500 usuários

Um único servidor.

Processador com um núcleo duplo de 2,13 GHz

4 GB

Um disco de 10.000 rpm (300 GB)

De 500 a 2.200 usuários

Dois servidores (Team Foundation Server e mecanismo de banco de dados em servidores diferentes).

Esta linha destina-se ao Team Foundation Server.

Processador Intel Xeon com um núcleo duplo de 2,13 GHz

4 GB

Um disco de 7.200 rpm (500 GB)

  

Esta linha destina-se ao mecanismo de banco de dados com população entre 500 e 2.200 usuários.

Processador Intel Xeon com um núcleo quádruplo de 2,33 GHz

8 GB

Matriz de disco SAS de 10.000 rpm (2 TB)

De 2.200 a 3600 usuários

Dois servidores.

Esta linha destina-se ao Team Foundation Server.

Processador Intel Xeon com um núcleo quádruplo de 2,13 GHz

8 GB

Um disco de 7.200 rpm (500 GB)

  

Esta linha destina-se ao mecanismo de banco de dados com população entre 2.200 a 3.600 usuários.

Processador Intel Xeon com um núcleo duplo de 2,33 GHz

16 GB

Matriz de disco SAS de 10.000 rpm (3 TB)

 

Para a instalação e configuracao do TFS, três contas são necessárias:

Dominio\TFSSetup

Dominio\TFSService

Dominio\TFSReports

O usuário TFSSetup precisa ser administrador, porém os outros dois são usuários padrão, apenas com a permissão de “Log on Locally”. É recomendado que o TFSetup seja administrador de domínio ao invés de local, para evitar problemas com autorização no Windows Authentication. Você pode dar outros nomes para as contas de acordo a nomenclatura da sua rede.

Após criar as contas no seu Active Directory efetue o login com o usuário TFSSetup para continuar o processo e iniciar a instalação.

 

 

Senário usado para este tutorial:

Servidor que será instalado o TFS 2013: Windows Server 2012 R2 STD devidamente atualizado.

 

Controlador de Domínio: Windows Server 2016 Preview 3

 

Dica: Se você deseja instalar o Team Foundation Server com o mínimo de trabalho, use a configuração básica, que vem com o SQL Server Express e requer menos configuração. O assistente de instalação do TFS 2013 pode configurar tudo para você, e é possível ignorar a maioria das instruções durante a instalação. Você não obterá um servidor de relatório ou o SharePoint, o que significa nenhum relatório HTML para seus projetos de software e nenhum site para trocar documentos do Office e colaborar, mas terá o controle básico de bugs, controle de versão e um site no servidor do TFS com recursos de produtividade de equipe.

Importante: Se você usar a configuração básica, considere instalá-la em um sistema operacional servidor. Se instalá-la em um servidor, você sempre poderá adicionar um servidor de relatório e o SharePoint mais tarde, caso descubra que a equipe precisa deles. Caso você instale o TFS em um sistema operacional cliente, a adição desses recursos será bloqueada e você precisaria primeiro migrar o TFS para o sistema operacional servidor.

Neste tutorial vou optar pela instalação básica.

 

Práticas recomendadas para contas

  • Se você usar contas de domínio para suas contas de serviço, você deverá usar uma identidade diferente para a conta do leitor de relatório.
  • Se você estiver instalando um componente em um grupo de trabalho, deverá usar contas locais para contas de usuário.

Conta do leitor de relatório


A conta do leitor do relatório é a identidade usada para coletar informações para relatórios. Se você usar relatórios, deverá especificar uma conta do leitor de relatório quando instalar o Team Foundation Server.

Se você instalar o Team Foundation Server com as opções padrão, a conta do leitor do relatório também será usada como a identidade da conta de serviço do SharePoint Foundation.

Recurso

Exemplo de nome de logon do usuário ¹

Requisitos

Relatórios

TFSREPORTS

Você deve especificar uma conta de usuário que tenha a permissão Permitir logon local.

Padrão: você será solicitado a informar essa conta. Você não pode usar uma conta interna para a conta do leitor de relatório.

Contas de serviço


O Team Foundation Server, o Team Foundation Build e o Proxy do Team Foundation Server exigem uma conta de serviço. Essas contas de serviço tornam-se a identidade para o componente instalado. Por padrão, todos os componentes usam uma conta interna (como Serviço de Rede) como sua conta de serviço. Você poderá alterar essa conta para uma conta de usuário quando instalar o componente, mas será preciso garantir que as contas de usuário utilizadas tenham a permissão Fazer logon como um serviço.

Dica

Contas internas não usam senhas e já têm a permissão e fazer logon como um serviço, tornando-as mais fáceis de gerenciar, especialmente em um ambiente de domínio.

Contas de serviço para o Team Foundation Server


As contas de serviço na tabela a seguir são as identidades do Team Foundation Server e de seus componentes.

A conta de serviço para Team Foundation Server também é usada no IIS (Internet Information Services) como identidade do pool de aplicativos para o Team Foundation Server.

Componente

Exemplo de nome de logon do usuário ¹

Requisitos

Team Foundation Server

TFSSERVICE

Você pode especificar uma conta interna ou uma conta de usuário. Se você especificar uma conta de usuário, esta deverá ter a permissão Fazer logon como um serviço.

Você não deve usar a conta usada para instalar o Team Foundation Server como a conta para TFSSERVICE. Por exemplo, se você estiver conectado como domain\user1 quando instalar o Team Foundation Server, não use domain\user1 como a conta de TFSSERVICE.

Se seu site do SharePoint não for instalado ao mesmo tempo que o Team Foundation Server, você deverá adicionar o TFSSERVICE ao grupo Administradores de Farm do site de Administração Central do SharePoint. Para obter mais informações, consulte Adicionar a conta de serviço do Team Foundation Server ao grupo Administradores de Farm.

Padrão: Serviço de Rede

Team Foundation Build

TFSBUILD

Você pode especificar uma conta interna ou uma conta de usuário. Se você usar uma conta de usuário, esta deverá ter a permissão fazer logon como um serviço.

Proxy do Team Foundation Server

TFSPROXY

Você pode especificar uma conta interna ou uma conta de usuário. Se você usar uma conta de usuário, esta deverá ter a permissão fazer logon como um serviço.

Contas de serviço do Release Management para Visual Studio 2013


As contas de serviço na tabela a seguir são as identidades do Release Management Server e do Microsoft Deployment Agent.

Componente

Exemplo de nome de logon do usuário ¹

Requisitos

Release Management Server

RMSERVER

Essa é a identidade usada no IIS (Internet Information Service) para o pool de aplicativos e o serviço do Windows Release Management Monitor.

Padrão: Serviço de Rede

Microsoft Deployment Agent

DEPLOY

Essa identidade é usada para configurar os computadores em seu ambiente para liberação. Verifique se a identidade que você usa aqui tem permissão suficiente para executar as tarefas necessárias. Por exemplo, se você precisa instalar o aplicativo nesse computador como parte da liberação, adicione essa identidade grupo de segurança local Administradores do Windows. Se essa identidade precisar acessar compilações na rede, certifique-se de que ela tenha acesso ao local de destino da rede. Para um procedimento passo a passo, confira: Install deployment agent and set up machines for an environment

Padrão: você será solicitado a informar uma conta.

Conectar o Release Management à conta do TFS


Se você conectar o Release Management ao TFS, precisará de uma conta no TFS para atuar como conta intermediária. Para um procedimento passo a passo, confira: Connect Release Management to TFS

Componente

Exemplo de nome de logon do usuário ¹

Requisitos

Release Management Server (conectado ao TFS)

RMTFS

Um usuário do TFS que é membro do grupo Administradores da Coleção de Projetos¹ e tem a permissão fazer solicitações em nome de outros configurada para permitir no TFS.

¹ Quais são as permissões mínimas necessárias que esta conta deve ter? (publicação de blog)

Contas de serviço para software adicional


A tabela a seguir lista as contas de serviço que são as identidades usadas para executar serviços do Windows para o Produtos do SharePoint e o SQL Server.

A conta de serviço para o Produtos do SharePoint também é a identidade do pool de aplicativos para o site de Administração Central do SharePoint.

Software

Exemplo de nome de logon do usuário ¹

Requisitos

Produtos do SharePoint 

WSSSERVICE

Você deve especificar uma conta de usuário.

Padrão: se você instalar o Team Foundation Server com as opções padrão, a conta que você especificou como a conta do leitor de relatório também será usada para essa conta.

SQL Server 

SQLSERVICE

É possível usar uma conta interna do sistema ou configurar uma conta antes de instalar o SQL Server. O Team Foundation Server não tem nenhum requisito para essa conta.

 

Iniciando a instalação:

 

 

 

 

Neste momento você deve ter a sua Licença “Key” em mãos para poder ativar a versão ou optar pela versão “Trial” que dá direito a 90 de uso para “Teste” sem restrições no período de avaliação.

 

 


No modelo de instalação BASIC sera instalado o Microsoft SQL Server Express Edition.

No modelo de instalação STANDARD SINGLE SERVER ele requer a instalação separada do Microsoft SQL Server.

 

Vamos optar pela instalação Basic.


 

 

Neste tipo de instalação Basic temos a opção de usar uma DB do SQL que deve estar instalado ou podemos optar para que o Wizard do TFS 2013 faça o download do SQL Server Express.

 

Importante documentar estas informações sobre Web Access URL, Site URL, Port, Autentication Method, SQL Instance.

Importante: Registro dos Logs estão disponíveis para complementar na sua documentação:

C:\ProgramData\Microsoft\Team Foundation\Server Configuration\Logs

 

O Wizard está iniciando as configurações do IIS, download e instalando o SQL Express.

Instalação concluída com êxito.

Neste campo podemos adicionar as devidas permissões de acesso ao TFS 2013

 

 

 

Agora vamos acessar o endereço http://tfs2013:8080/tfs usando a conta TFSSETUP para uma breve validação do ambiente.

Importante: Não esqueçam de adicionar o endereço em opções de segurança no navegador.

 

Vale uma consulta em Compatibilidade entre os clientes do Team Foundation e o Team Foundation Server

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Microsoft Exchange Server Role requirements calculator v7.8


 

A Microsoft disponibilizou a nova versão do Exchange Server Role Requirements Calculator v7.8 após o recém lançamento do Microsoft Exchange Server 2016 em 01/10/2015.

Nesta nova versão a o suporte para Exchange Server 2016: Calculator, EHLO, Storage Requirements Calculator, Mailbox Server Role, Client Access Server Role, Exchange Server 2013, Exchange Server 2016

Download: Exchange Server Role Requirements Calculator v7.8

 

Quando você abre a calculadora você vai encontrar uma nova opção no drop-down da guia de entrada que permite que você selecione a versão de implantação. Basta escolher a versão do Exchange Server2013 ou 2016:

Obs: Quando você escolher Microsoft Exchange 2016, você notará que a opção de configuração de várias funções de servidor está desativada, isso é devido ao fato de que a troca para 2016 não fornece mais a função de servidor Acesso para cliente.



 

Importante: Em exportadores DB montagem de listas que fica localizado na guia de Distribution o Volume Format esta em ReFS ao contrário do antigo padrão NTFS.







 

 

 


 

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário